Quem Somos

FUNDADA EM 2013, GATÓPOLES RESGATA , RECUPERA E COLOCA PARA ADOÇÃO GATOS ABANDONADOS E EM SITUAÇÃO DE RISCO
NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO

É difícil estimar o número de cães e gatos abandonados nas ruas de todo o País, especialmente a população felina, espécie conhecida por sua capacidade de se esconder nos lugares mais difíceis. Diante dessa cruel realidade e de ações pouco efetivas adotadas pelas autoridades — já que a Constituição Federal garante que o Estado tem a obrigação de proteger os animais —, um grupo de amantes de gatinhos se uniu e fundou, em setembro de 2013, a Organização não governamental (ONG) Gatópoles, com base em São Paulo (SP), que encaminha para adoção gatinhos retirados das mais variadas situações de risco.

Formado por cerca de 60 voluntários, cuja maioria trabalha em empresas de diversos setores, bem como em órgãos públicos, e dedica o tempo livre para cuidar dos gatinhos, Gatópoles não conta com o apoio de nenhuma empresa e nem do governo e depende de doações feitas por simpatizantes da causa animal.

“Nosso trabalho é feito com muita transparência e por isso todo o dinheiro recebido, bem como os gastos do projeto, são divulgados em nosso site”, revela Angélica Ferreira, fundadora da ONG.

Ao chegarem ao abrigo ou às casas das voluntárias, que oferecem um lar temporário aos bichanos, os animais recebem todo o tratamento veterinário necessário. Quando estão saudáveis, são encaminhados para adoção. “Os gatos são doados apenas castrados, pois acreditamos que esta é a única forma de controlar a população de animais que vivem nas ruas. Eles também são vermifugados e vacinados antes de irem para seus novos lares”, conta Angélica.

Para adotar, os interessados devem acessar o site do projeto (www.gatopoles.com.br), escolher o gatinho e preencher um formulário de adoção. É importante lembrar que o candidato deve atender à exigência de ter uma casa segura para receber o animal. Assim, quem mora em apartamento deve ter telas de proteção em todas as janelas e sacadas, além de  limitador de abertura nos basculantes. Para casas, a regra é ter muros altos, portões sem vãos, janelas superiores teladas (se for o caso) e o gato não pode ter acesso à laje ou ao telhado.

As outras condições para adotar um gatinho da Gatópoles são: ser maior de idade e  ter condições financeiras de arcar com os custos com os cuidados com o bichano, tais como ração, areia, vacinas, consultas e procedimentos veterinários, quando preciso.

Após a aprovação do candidato à adoção, é marcada a data de entrega do gatinho. Nesse dia, é realizada uma vistoria na casa do adotante, a fim de comprovar que o local é realmente seguro para o animal. Além disso, a pessoa deve assinar um contrato de adoção.

“Tomamos todos esses cuidados porque acreditamos na posse responsável. Não adianta tirarmos os gatos das ruas para depois doarmos a pessoas irresponsáveis, que vão acabar deixando que eles fujam, correndo perigos como atropelamento, envenenamento, maus tratos, doenças, entre outros”, comenta Angélica.

A Gatópoles dá todo o suporte aos gatos doados e aos adotantes, indicando profissionais capacitados para tratamento veterinário e dando dicas e orientações, sempre que solicitado.

Em quase 5 anos de atividades, a Gatópoles já doou mais de 500 gatos para lares responsáveis. Neste momento, a ONG cuida de cerca de 120 gatinhos. Os gatos podem ser adotados por pessoas da Grande São Paulo e ABCD, mas pedidos de adoção de outras cidades também podem ser analisados.

NOSSA MISSÃO

  • Resgatar gatos que se encontram abandonados e em situação de risco nas ruas da região metropolitana de São Paulo;
  • Preparar os animais resgatados para adoção responsável, fornecendo a eles carinho, proteção e todos os cuidados veterinários necessários, além de castração, vacinação e vermifugação;
  • Encontrar tutores responsáveis, que mantenham nossos protegidos dentro de um lar seguro e longe dos perigos das ruas, proporcionando a eles uma vida longa, digna e saudável.

NOSSA VISÃO

  • Ser uma ONG reconhecida por dar um tratamento digno aos gatos resgatados, encontrando lares amorosos, responsáveis e seguros para esses animais;
  • Contribuir com a construção de um mundo melhor, com menos animais sofrendo com o abandono e os maus tratos.

NOSSOS VALORES

  • Transparência em todas as ações e relações;
  • Responsabilidade, principalmente no cuidado com os animais e na escolha de seus tutores;
  • Respeito, amor, carinho e tratamento digno a todos os animais resgatados;
  • Repudio à violência ou qualquer forma de crueldade aos animais;
  • Compromisso, dedicação e ética.